Compra desconhecida no cartão de crédito? Saiba o que fazer

Você recebeu a fatura do cartão de crédito e se deparou com uma compra não reconhecida? Infelizmente você não é o único.

Praticamente metade das pessoas já foi vítima desse tipo de crime no país, onde a cada 16 segundos ocorre uma tentativa de fraude.

Apesar de também acontecer em lojas físicas, golpes com cartões ocorrem com frequência em lojas online. Para realizar uma transação no comércio virtual bastam dados, como o número do cartão de crédito.

Os delitos podem ocorrer, por exemplo:

  • Quando há uso do cartão por conhecidos sem permissão do dono;
  • Através de clonagem em máquinas de cartões ou em caixas eletrônicos adulterados;
  • Após roubo de informações, seja por vazamento ou ataque de hackers.

Mas não se preocupe: você não precisa pagar a conta do que não comprou.

Evitar a cobrança é possível, porém é apenas o primeiro passo para resolver a questão. Fraude é crime e assim deve ser tratada.

 

Qual a primeira coisa a fazer?

Não adianta ficar desesperado, porque será preciso paciência para solucionar o problema. Então mantenha a calma e comunique a operadora do cartão de crédito.

Os cartões têm informações de contato no verso. Se não estiver com ele em mãos, busque no site de seu banco o telefone do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC). Assim você poderá fazer o contato, obter detalhes das transações que não realizou e cancelar o cartão.

O cancelamento é essencial mesmo que você esteja em posse do cartão. Uma vez cancelado, é possível solicitar um cartão de crédito novo.

 

Mulher com cartão de crédito fazendo ligação

O contato da operadora geralmente pode ser encontrado no cartão de crédito

 

Conteste a compra

Falar com a instituição financeira e anular o cartão previne outros golpes, mas não evita a cobrança. Para isso é necessário fazer a contestação, ou seja, informar a não realização da compra por você e pedir a retirada da cobrança da fatura.

A contestação geralmente é feita pelo SAC telefônico ou pela internet, mas há bancos que também efetuam a operação em agências.

Ao contestar uma transação é importante guardar o número do protocolo gerado. Ele comprova o procedimento e garante que você tentou resolver a questão de forma administrativa.

A resposta ao pedido deve ocorrer em até cinco dias úteis.

 

Percebi a fraude após pagar a fatura. E agora?

Fraude é fraude, não importa se você a descobriu antes ou depois de pagar a conta.

O pagamento não prova que o consumidor realizou a compra pela qual foi cobrado, então não se preocupe. Entre em contato com a operadora do cartão de crédito, faça o cancelamento e conteste a transação da mesma forma.

Se o banco insistir em realizar a cobrança, saiba que a lei está do seu lado. O Código de Defesa do Consumidor diz que em casos como esse, o valor pago deve ser restituído em dobro ao cliente.

 

Faça um boletim de ocorrência

Uma vez resolvida a questão da cobrança, comunique o crime às autoridades. É possível abrir uma ocorrência online, no site da Polícia Civil do seu estado.

O procedimento virtual pode exigir que depois você vá a uma delegacia para concluir o boletim de ocorrência. Então não se esqueça de reunir todo o material que tiver, como faturas, registro de movimentações no cartão e o protocolo da contestação.

 

Avise as empresas de informação de crédito

Além de ter o cartão utilizado por criminosos para compras, imagine ter os dados pessoais usados em outras ações ilegais? Nada garante que quem conseguiu as informações do seu cartão não tenha muito mais.

Se a fraude ocorreu em lojas online, significa que a pessoa teve acesso ao seu CPF, o Cadastro de Pessoas Físicas, essencial para compras virtuais de crédito. Sabia que com a perda de um único documento, as chances de ser vítima de golpe dobram?

Por isso, além do banco e da polícia, vale a pena alertar o mercado que você sofreu uma fraude. Desse modo, se uma empresa consultar suas informações de crédito, será alertada sobre o vazamento dos dados e tomará mais cuidado antes de aprovar uma transação, como pedir documentação extra.

Serasa

A Serasa, referência nacional no quesito análise e informação de decisões de crédito, possui um serviço gratuito que permite informar perda, roubo, furto, extravio e clonagem de documentos, inclusive CPF.

É possível fazer o Alerta Provisório, com validade de 30 dias úteis para documentos e três para cheques, ou o Alerta Permanente, que dura cinco anos. Após esse período, pode-se renovar.

 

SPC

Outra opção é contatar o SPC, sistema de informações de crédito das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL).

Nesse caso, é preciso ir a um posto de atendimento para realizar a operação. Ela pode ou não ser cobrada, dependendo da política da unidade.

 

SCPC

Também é possível acionar o SOS Cheques e Documentos, iniciativa do portal Consumidor Positivo, ligado ao Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC).

O alerta é gratuito e está disponível online mediante preenchimento de um formulário.

Com isso, as medidas para proteger seu nome e seu crédito na praça estão garantidas!

 

Sua contestação não foi aceita pelo banco?

Se depois dos cinco dias úteis a operadora do cartão não aceitar a contestação e obrigadar você a pagar a fatura, lembre-se: a lei garante a restituição em dobro do valor pago indevidamente.

Então vá ao Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) para o órgão tentar uma solução junto à instituição financeira.

Se ainda assim não obtiver resultados, é hora de consultar um advogado. Desse modo você poderá solicitar judicialmente as compensações materiais e morais devidas.

 

10 dicas simples para proteger-se de fraudes

Ser cobrado por uma compra que não realizou não é o fim do mundo, mas gera dor de cabeça. O melhor mesmo é não passar por esse transtorno, então tome alguns cuidados ao utilizar cartão de crédito:

  • Acompanhe frequentemente em sua conta as movimentações efetuadas;
  • Ative o serviço de SMS do banco para ser informado das compras aprovadas;
  • Fique atento às transações cobradas nas faturas e aos valores;
  • Não realize operações em redes e computadores públicos;
  • Para evitar hackers, tenha um bom antivírus no PC e no celular;
  • Não forneça dados por telefone, e-mail ou a terceiros;
  • Evite os sites não confiáveis;
  • Opte pelo boleto bancário em transações online;
  • Não perca o cartão de vista ao usá-lo em lojas físicas;
  • Não empreste o cartão a ninguém.

Agora que você já sabe como prevenir fraudes e que medidas tomar ao ser cobrado por compras desconhecidas, use seu cartão de crédito sem medo!

Foto utilizada feita por katemangostar – br.freepik.com

 

.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s